Conteúdos e continentes do corpo revelam subjetividades

Se olhamos o corpo apenas por funções isoladas de suas partes, deixamos de lado sutilezas como o diálogo entre áreas que atuam como continentes (crânio, costelas, bacia) de outras que estão como conteúdo (órgãos). O modo como o ser humano move, sente e relaciona conteúdo e continente, pode revelar desde aspectos da nossa formação psicomotora nos primeiro anos de vida, até modos de estarmos no mundo, na fase adulta, e elementos da nossa ancestralidade.

SELECIONAMOS CONTEÚDO INSPIRADOR PARA VOCÊ IR MAIS FUNDO NESTE ASSUNTO:

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s