Ciclos

Coisas que parecem imutáveis em um momento, tomam novo rumo no seguinte. Algo que está em franca expansão, de repente começa a ceder. Essas idas e vndias são comuns na vida e delineiam também ciclos no corpo e na natureza. Alguns mais curtos, íntimos e onipresentes como a respiração e as marés. Outros mais longos como a infância, a juventude, as fases da lua, as estações do ano. E outros tão mais longos que temos dificuldade de percebê-los como a própria história. A pandemia trouxe um raro momento em que ficamos frente à frente com uma conjunção desses ciclos: curvas do vírus, mudanças na economia e nos ventos da política, movimentos da sociedade apontando para males que acometem o coletivo há séculos, ao mesmo tempo em que manter a sanidade depende de escuta interna para os sinais do corpo e para o acolhimento de um simples ato de inspirar e espirar. Essa noção de ciclos acaba sempre presente nas nossas Experiências de Corpo e Movimento, semanais, mas também já foram tema de um de nossos retiros na natureza. Para se inspirar e participar das nossas atividades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s