Humano do corpo

Quando falamos em corpo humano, muita gente pensa logo em imagens de anatomia, estruturas, funções, saúde, estética. Os diferentes aspectos biofísicos são uma característica distintiva do corpo, mas ele é muito mais do que isso. Os modos como percebemos o mundo e como reagimos, pensamos e nos expressamos, todos passam pela interação entre diferentes camadas e sistemas do universo corporal. Mesmo nos fenômenos mais subjetivos, como sentimentos, relações, criatividade, imaginação e até experiências de transcendência que surgem de rituais religiosos e de alteração de consciência – todas essas vivências são traduzidas por meio do corpo. Restringir o corpo a sua fisicalidade é deixar de lado o que ele tem de mais potente. Se você tem a impressão que pode tirar mais da vida, um caminho promissor é acessar o corpo integrando suas camadas físicas, subjetivas e transcendentais. Veja nossas atividades ou mande uma mensagem pra conversarmos melhor.

Imagens: @anatomia.repost @ggilarts @unitlondon @ derrick_o_boateng @azumamakoto @gabiexpressa

Imaginário

O imaginário é a ponte para construir diferentes modos de ver o mundo. Criamos seres fantásticos para falar dos nossos sonhos e medos em sociedade. Produzimos arte para ajudar a falar do que é difícil pôr em palavras no dia-a-dia. Desenvolvemos máscaras para nos colocar em público. Os caminhos podem ser tão diversos quanto nossa criatividade. Mas como conectar o imaginário ao cotidiano sem se perder em um ou no outro? Que dimensão da vida oferece estrutura para estarmos presentes e consistentes, ao mesmo tempo em que oferece acolhimento e impulsiona a mente por imagens e sensações que parecem de outro mundo… Claro, é o corpo em suas camadas físicas, subjetivas e transcendentais. Descubra modos de nutrir todas elas para ganhar fluidez entre as dimensões da vida. Te damos uma mão!

Imagens de Cezar Berje #PraCegoVer , #renemagritte @avant.arte , #PhumeleleTshabalala , @atlasdefisio , @bodycartographyproject , @collins_obijiaku

Arte traduz o corpo que traduz o mundo

Os sentidos do corpo e seus modos de mover têm a potência de traduzir e integrar o mundo que habitamos. Materializar essa experiência para quem nunca a viveu é algo difícil. Mas a arte sempre oferece uma mão.

Esta semana apareceu no radar do ConeCsoma o trabalho de Salman Khoshroo que mistura corpo e paisagem, que altera a organização das estruturas físicas, que modifica a #imagem do corpo tornando-o espectros de cor e textura e inquietação. Modos de expressão desse artista iraniano mas que podem ser uma referência para representar qualidade de presença e sensações que nos surpreendem em alguns momentos e que podem ser cultivadas no dia-a-dia por meio da consciência corporal e da relação do corpo com o espaço.

Seja na pintura, seja nas obras com lã feitas por Salman, é possível ter um gosto do que se trata a tal conexão entre o universo corporal e o mundo e que está ao alcance das pessoas comuns por meio das nossas experiências.

Dê uma chance a outros modos de perceber e estar no mundo. Veja mais em http://conecsoma.com.br