Experiências e atendimentos online

Situações de restrição ou isolamento podem afetar seu equilíbrio emocional, seu bem estar físico e sua capacidade de adaptação e criatividade. Pensando nisso, o ConeCsoma oferece três tipos de sessão online ao vivo para você cultivar autocuidado em diferentes dimensões. Escolha abaixo a que mais tem a ver com você ou com alguém próximo que você queira presentear. Sua participação ajuda a criar uma comunidade de apoio mútuo, um programa de bolsas e a continuidade do nosso trabalho.

PicsArt_03-17-11.21.50Experiência de Corpo e Movimento: A partir de práticas de consciência corporal e exploração de movimento, esta sessão ao vivo nutre novas qualidades de mobilidade, muda a rotina e a sensação de isolamento, permitindo contato virtual divertido junto a amigos, familiares ou até para conhecer pessoas novas.
(em grupo online)
Saiba mais
Inscreva-se

vitsm_PicsArt_07-05-09.20.10

Vitalidade Somática: Práticas com orientação online ao vivo para distensionar o corpo, criar espaço interno, melhorar a mobilidade e a consciência corporal, relaxar e suavizar as travas do corpo.
(Individual ou em grupo virtual)
Saiba mais
Inscreva-se

ocef1_sl_fst

Mentoria Somática: Oferece escuta e reflexão junto com práticas corporais para estimular novos modos de perceber a si mesmo, de lidar com os tempos atuais e suas dinâmicas de vida e relações. Sessão online ao vivo, desenhada a partir das questões específicas de cada participante.
(Individual)
Saiba mais
Agende a sua

As iniciativas online do ConeCsoma têm como referência diferentes abordagens de educação somática, com destaque para o Body-Mind Centering, além de princípios de comunicação, dança contemporânea e transdisciplinaridade, em uma metodologia desenvolvida por Ricardo Barretto, mentor do ConeCsoma.

Traduções entre corpo e natureza no retiro de verão 2020

O primeiro retiro de 2020 aconteceu neste fim de semana, em meio ao sol e chuva de verão na região de Atibaia, em São Paulo. Dessa vez, exploramos como corpo, percepção e conhecimento ajudam a traduzir fenômenos da natureza e das relações humanas. O pano de fundo desse retiro foi a noção de que as dinâmicas que estimulam e garantem a sustentação da vida nem sempre são evidentes ao primeiro contato. Trocas, combinações, reações, segmentações, caos, organização, rupturas, recriações, nascimentos. Desde dimensões microscópicas até os fenômenos cósmicos, o que é vivo está envolto em segredos e códigos próprios. Seja na natureza, no corpo, nas relações humanas, na sociedade. Esses mistérios não são impenetráveis e a todo tempo a vida oferece referências que traduzem essas dinâmicas em expressões que o ser humano é capaz de compreender … se abrir os sentidos e aguçar a percepção.

Assim, para iniciar o ano com a vitalidade do verão, o ConeCsoma se inspirou na ideia de “Traduções” a partir do corpo e para além dele, e sob a facilitação de Ricardo Barretto conduziu experiências por meio de consciência corporal, de interação com o ambiente e de experimentações do mover do corpo no espaço e no tempo. E ainda doses de reflexão, conversa, imagens e contemplação.

Algo inédito dessa vez é que nossa imersão foi só de mulheres, o que ajudou a trazer discussões do feminino para as nossas experiências de consciência corporal e investigação de movimento. A perspectiva do feminino ajudou a explorar como a vida realiza seus gestos de Tradução e estabelecer pontes com o que nos torna parte das dimensões macro e micro do universo. Além de conectar o público participante com o que gera no humano a potência de um criador-intérprete da dança universal que atravessa dos átomos às galáxias.

Ou seja, abrimos novas perspectivas para ser humano.

EDIÇÕES ANTERIORES

20191201_124609.jpgPrimavera 2019

Inverno 2019

Outono 2019

Verão 2019

Primavera 2018

Inverno 2018

Outono 2018

Verão 2017

Performance emerge de aula no mestrado em sustentabilidade (FGV)

Um dos princípios norteadores da linha de Sustentabilidade no Mestrado para a Gestão da Competividade (FGV-EAESP) é a transdisciplinaridade. Em outras palavras, a evocação e conexão de diferentes conhecimentos e modos de fazer para estimular novos olhares e caminho para que potências de cada participante e do grupo se expresse de modo vivo.

É nesse contexto que são propostas aulas de formação integrada e, nesse espaço, algumas experiências de corpo e movimento. Em março, aconteceu uma delas, sob a condução de Ricardo Barretto, mentor do ConeCsoma que participa do núcleo de formação do Centro de Estudos em Sustentabiliade (FGVces), responsável pelo mestrado.

A partir de princípios de Klauss Vianna sobre a relação entre corpo e texturas do ambiente para gerar movimento, foi desenvolvida uma experiência para aprofundar a conexão dos quatro grupos de trabalho existentes na turma 4 do mestrado. Esses grupos são dedicados a projetos com temáticas da sustentabilidade e seu desenvolvimento inclui a implicação de si mesmo em todo o processo de aprendizagem e produção de conhecimento. Do receio inicial em lidar com a possibilidade de dança na sala de aula, os alunos passaram a se entregar à proposta e acabaram por produzir uma performance coletiva, digna de conceitos como arte contemporânea e complexidade.

Se é difícil relatar a força da experiência e a reverberação no grupo, algumas fotos ajudam a dar um gostinho da performance.